29/09/2017 - Viagem de voluntários do HAC a Brasília garante apoio parlamentar


Deputado Capitão Augusto garante R$ 5 milhões ao HAC para obras do centro de TMO

A expedição dos voluntários do Hospital Amaral Carvalho (HAC) a Brasília nesta semana garantiu apoio de parlamentares, que se comprometeram a indicar emendas para 2018. A meta são R$ 17 milhões para custeio, equipamentos e reformas.
As emendas são uma importante fonte de recursos do HAC, que este ano tem previsão de R$ 260 milhões de custo.
Para apresentar as demandas da instituição, os voluntários visitaram mais de 70 gabinetes de deputados e senadores, conversaram com assessores e entregaram material institucional com os principais indicadores do hospital.
“É muito importante esse corpo a corpo que eles estão fazendo aqui em Brasília para captar emendas. Com certeza os resultados serão muito positivos”, apostou Kelly Dionísio, assessora de orçamentos da deputada Bruna Furlan.
Além das visitas aos gabinetes, os voluntários também participaram de um café da manhã com a presença de alguns deputados, como Lobbe Neto, Capitão Augusto, Gilberto Nascimento, Milton Monti, Silval Malheiros, Major Olímpio, Flavinho, Nelson Marquezelli, Laudívio Carvalho e Antonio Goulart dos Reis, e seus assessores e representantes de parlamentares que não puderam comparecer, como a senadora Marta Suplicy e os deputados Ricardo Izar, Nilto Tatto, Mara Gabrilli e outros.
Presente no evento, Capitão Augusto se comprometeu com a indicação de R$ 5 milhões para a construção do Centro de Transplante de Medula Óssea do HAC. “Estive recentemente em Jaú visitando o hospital e assumi o compromisso de levantar esse valor para concluir as obras do centro de TMO. Devo iniciar esse trabalho daqui a duas ou três semanas”, garantiu o deputado.
“O trabalho que vocês fazem em Jaú é elogiado por todos da minha região (Ourinhos). Por isso, é o mínimo que posso fazer por vocês. E esse é apenas o começo, pois minha meta é contribuir todos os anos. O HAC é uma bandeira que carrego aqui em Brasília com o maior prazer”, completou.

Hospital nacional

Embora seja de Minas Gerais, o deputado Laudívio Carvalho também manifestou apoio ao HAC. “Entendo que um hospital como o Amaral Carvalho tem toda importância não apenas para a região onde está instalado, mas para outras cidades, outros estados. Por exemplo, Muzambinho, que fica no sul de Minas, encaminha muitos pacientes para lá. Para mim é um prazer enorme colaborar de alguma forma. E já eu pedi aos voluntários que estiveram em meu gabinete que me tragam projetos para que possamos trabalhar juntos. Salvar vidas é o que eu considero mais importante. Tudo o que eu puder fazer para o HAC, estarei à disposição”, afirmou.
O superintende do HAC, Antonio Luís Cesarino de Moraes Navarro, que também viajou a Brasília para o encontro, elogiou o trabalho dos voluntários e reforçou a importância do apoio dos parlamentares com indicação de emendas. “Os voluntários estão de parabéns pelo papel que desempenham no atendimento aos pacientes e pelo esforço de viajarem 14 horas até Brasília para ajudar no trabalho de captação de recursos. Aos parlamentares que assumiram o compromisso de apoiar o hospital, nossos mais sinceros agradecimentos”.
Para dona Odete Iolanda Franco Zanchetta, que trabalha há mais de 20 anos como voluntária, todo esforço é válido quando a causa é o HAC. “Sabemos o quanto os pacientes precisam da nossa ajuda. Por isso, estar aqui na busca de recursos para o hospital é muito gratificante”.
Cerca de 40 pessoas participaram da expedição. Eles representam os 4,5 mil voluntários do HAC que trabalham em mais de 350 cidades espalhadas pelo País.

Autor: Juliana Parra