09/10/2020 - Fundação Amaral Carvalho lamenta morte de Dona Itália, símbolo do voluntariado na Instituição


Faleceu ontem (8/out) a vice-presidente da Entidade Anna Marcelina de Carvalho, Maria Itália Toffano Ronchi, aos 92 anos. Carinhosamente conhecida como Dona Itália, atuou por muitos anos como voluntária no Hospital Amaral Carvalho. Construiu o vínculo com a Instituição muito cedo, já que seus pais eram amigos dos fundadores do HAC.
De acordo com o Diretor de Apoio Social do hospital, Eduardo Piragino, Dona Itália viveu em função da solidariedade e voluntariado. “Ela tinha um viés de ajudar o próximo, de fazer o bem. Ela fazia artesanato para arrecadar verba para a entidade, prospectava doações de mercadorias, gostava de ter contato com pacientes e familiares, de ouvir, de acolher. Era uma pessoa muito alegre e compromissada com a causa voluntária. Ela representou a Entidade Anna Marcelina e todo trabalho voluntário do Hospital Amaral Carvalho”.
Dona Itália fazia parte dos mais de quatro mil integrantes das Ligas de Combate ao Câncer da instituição, que atuam incansavelmente para dar suporte aos pacientes em tratamento oncológico e seus familiares. Ao longo dos anos, colecionou histórias, fez amizades e conquisto o respeito de todos na Instituição. “Ela era o tipo de pessoa que, ao se aproximar, você já sentia empatia. Era uma lutadora e uma eficiente gestora, que conquistou o carinho e respeito de muitos profissionais do HAC. Era uma pessoa encantadora”, finaliza Piragino.

Autor: Estela Capra