17/3/2021 - Em 15 dias, Centro de Combate à COVID-19 atendeu 34 pacientes

   O Centro de Combate à COVID-19 completa nesta quarta-feira (17/mar) a primeira quinzena de atendimentos: 34 pessoas já foram internadas no local. A unidade foi projetada pelo Hospital Amaral Carvalho (HAC), há pouco mais de um mês, para ajudar a desafogar os hospitais da região, disponibilizando leitos para o tratamento de pacientes de média complexidade.
   Hoje, 15 pacientes estão internados no Centro, oito em leitos de enfermaria e sete de estabilização. Desde o início das atividades, foram efetuadas 15 altas hospitalares e três transferências para tratamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um óbito foi registrado.
   Com uma equipe multiprofissional dedicada aos doentes com COVID-19, que demandam maiores cuidados respiratórios, o serviço atendeu pacientes de 14 cidades da região (veja a lista), que integram o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Bauru. A gerente operacional da unidade, Danielle Urbanetto Dionísio, explica que o objetivo do Centro de Combate à COVID-19 é prestar assistência aos pacientes clínicos com a doença, especialmente da microrregião de Jaú. As internações são efetuadas somente com encaminhamento por meio da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) do Estado de São Paulo. “Nosso foco é tratar pacientes de média complexidade para ajudar a suprir a demanda dos hospitais das cidades que integram o DRS Bauru”, afirma.

Estrutura
   Com ampla estrutura, o Centro de Combate à COVID-19 do HAC conta com uma equipe composta por mais de 100 profissionais de diferentes especialidades, para garantir o atendimento integral das necessidades dos pacientes. “São funcionários recém-contratados e para um serviço novo. Eles não conheciam a filosofia do HAC, nem os sistemas operacionais, por exemplo, e estão trabalhando com muito empenho. É gratificante ver a dedicação e alinhamento de todos”, destaca Danielle.
   A gerente operacional comenta que os desafios têm sido superados graças aos esforços da equipe. “Nesta semana, três pacientes foram extubados, ou seja, foram retirados os tubos de ventilação mecânica para que voltassem a respirar naturalmente. Foi mérito do nosso time de profissionais, que acompanha a evolução dos pacientes e faz uma avaliação clínica criteriosa”, afirma.
   “Vibramos a cada melhora no quadro clínico de um paciente, a cada alta hospitalar – nos emocionamos com o reencontro dos familiares. Estamos aqui para dar o nosso melhor, em uma fase tão difícil para todos, certos de que venceremos juntos essa batalha”, completa.


Cidades de origem dos pacientes internados nos primeiros 15 dias de atendimento do Centro de Combate à COVID-19:
Arealva, Barra Bonita, Bauru, Bocaina, Boreri, Brotas, Dois Córregos, Getulina, Igaraçu do Tietê, Itapuí, Mineiros do Tietê, Paranapanema, Pederneiras e Pirajuí.

 

Quer saber mais sobre o Centro de Combate à COVID-19 do HAC e como ajudar? Acesse venceremosjuntos.org.

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

  • Leito do Centro de Combate à COVID-19

    Leito do Centro de Combate à COVID-19

  • A gerente operacional da unidade, Danielle Urbanetto Dionísio

    A gerente operacional da unidade, Danielle Urbanetto Dionísio

Autor: Ariane Urbanetto