22/4/2021 - Projeto Semeando Vidas simboliza o renascimento de pacientes no HAC

   Superalto astral, a professora de educação especial Daniele Mazeto e Salles (40), veio hoje (22/abr) ao Hospital Amaral Carvalho (HAC) para a sua última sessão de quimioterapia. A alegria estava evidente, quando a moradora de Fartura participou do projeto Semeando Vidas e plantou uma árvore para celebrar o fim dessa etapa do tratamento.
Há sete meses, ela luta contra um câncer de mama e conta que chegou a ter crises de ansiedade no período de quimioterapias. “Foram exatamente 16 sessões e, logo no começo, já queria muito que acabasse. E a equipe do Amaral Carvalho tão atenciosa, sensacional, incrível, impecável, me acalmou e foi uma maravilha. Quando fazia as sessões, eu dizia que era meu dia de spa, de tão bem cuidada que eu fui”, brincou.
   Na manhã desta quinta-feira, acompanhada do seu esposo João Marcos, Daniele se emocionou. “Essa ação significa um recomeço para mim, fiquei encantada com a ideia, fora que o meio ambiente agradece”, destacou.
   O ituense Juraci Pires, 65 anos, também celebrou sua conquista. Em tratamento de um câncer de pulmão há quase um ano, ele terminou hoje as sessões de oito quimioterapias. Ele, que mora num sítio, afirma que já plantou centenas de árvores. “Mas essa é especial, significa muito pra mim. É um dia inesquecível do meu tratamento. Agora, é bola pra frente”, disse. No começo das quimioterapias, o senhor Juraci lembra que passou muito mal. “Depois foi melhorando. A reação dessa de hoje é só alegria”, destacou.

Desde março, pacientes que terminam o ciclo de quimioterapias são convidados a plantar uma árvore, que simboliza seu renascimento. A iniciativa tem apoio da Flora Paraíso Jaú e da Cartonagem Jauense.  

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

  • Daniele com seu esposo João Marcos

    Daniele com seu esposo João Marcos

  • O senhor Juraci Pires

    O senhor Juraci Pires

Autor: Ariane Urbanetto