30/6/2021 - Revista internacional publica trabalho desenvolvido no HAC

   Um trabalho científico desenvolvido no Hospital Amaral Carvalho (HAC) foi publicado na revista internacional Annals of Hematology and Oncology (Anais da Hematologia e Oncologia), da editora americana Austin Publishing Group, neste mês. O estudo investigativo avaliou a influência de fatores prognósticos em pacientes em tratamento de Mieloma Múltiplo, tipo de câncer no sangue grave e muito frequente.
   A bióloga Gabriela Missassi fez a pesquisa para seu trabalho de conclusão de curso no Programa de Residência Multiprofissional em Atenção ao Câncer do HAC, em 2020, orientada pela hematologista da Instituição Dra. Maura Rosane Valerio Ikoma-Colturato. As autoras relatam que há uma tendência no mundo científico em identificar biomarcadores de importância prognóstica nos pacientes com Mieloma Múltiplo, com a finalidade de melhor avaliação das terapêuticas instituídas. “Decidimos averiguar o impacto de alguns marcadores de células tumorais associados aos dados de Doença Residual Mínima — que, hoje, é o fator mais importante para avaliação de resposta ao tratamento de pacientes com várias doenças hematológicas — no pré-transplante na evolução da doença. Essa associação não havia sido feita antes”, explica a hematologista.
   Com apoio das equipes do serviço de Transplante de Medula Óssea do HAC, o mais produtivo do País, e do laboratório de Citometria de Fluxo, as profissionais realizaram a análise de dados de 154 pacientes com Mieloma Múltiplo que fizeram o transplante autólogo de medula óssea.
   O estudo identificou subgrupos de pacientes com melhor e pior prognósticos, de acordo com as expressões desses marcadores e o nível de doença residual  pré-transplante de medula óssea. A publicação revela que alguns biomarcadores podem ser potencialmente usados como uma ferramenta auxiliar no monitoramento da doença. “O objetivo de toda pesquisa na área da saúde é proporcionar alguma melhoria na assistência prestada ao paciente", lembra Gabriela.
   A orientadora, Dra. Maura, afirma que a publicação deu visibilidade à pesquisa nas comunidades científicas nacional e internacional. O arquivo está disponível na íntegra (anexos).


No registro, feito antes da pandemia, a hematologista Dra. Maura e a orientanda, Gabriela Missassi, na apresentação do TCC
 

DocumentoTamanhoTipo
Artigo na íntegra7.44 MBpdf

Autor: Ariane Urbanetto